‘Farmacêuticos precisam ter a clareza de quão importante é um mandato legislativo’, diz Marcelo Serafim

Em um ano difícil em meio à pandemia de coronavírus, o nome do farmacêutico e vereador Marcelo Serafim ganhou destaque na Câmara Municipal de Manaus em 2020, seja por conta dos alertas feitos sobre a Covid-19 à sociedade ou pelos projetos avançados dentro do parlamento, representando a categoria. 

Reeleito com 5.806 votos, Marcelo Serafim estará novamente ocupando uma das cadeiras da casa legislativa garantindo representatividade política da classe farmacêutica. O vereador se coloca à disposição do novo prefeito de Manaus, David Almeida, para ajudar a revolucionar as questões de saúde pública na capital amazonense.

Confira a entrevista a seguir:

CRF-AM: Qual a importância da representação farmacêutica dentro do parlamento municipal? 

Marcelo Serafim: Nossa profissão carece muito de representatividade política, infelizmente temos poucos parlamentares envolvidos com nossa categoria nas diversas esferas de poder e isso obviamente acaba sendo prejudicial para a gente. Os farmacêuticos precisam ter a clareza de quão importante é um mandato legislativo como o que temos, pois ele se traduz em trincheira de luta para novas conquistas

CRF-AM: Qual foi a sua principal conquista dentro do parlamento neste ano?

Marcelo Serafim: Esse ano foi desafiador, enfrentamos uma pandemia monstruosa e ainda tivemos um processo eleitoral atípico. Tudo isso fez com que o parlamento vivesse uma certa letargia, o trabalho em home office não é a mesma coisa, pois o parlamento depende muito de articulações e de conversas presenciais para que possamos avançar em projetos e conquista. Creio que uma das conquistas que tive foi o fato de ter virado uma referência durante a pandemia, as pessoas conheciam o Marcelo político, mas não o farmacêutico e isso deu uma importante dimensão a nossa profissão. 

CRF-AM: O senhor pretende integrar novamente a comissão de saúde da Câmara? Qual sua avaliação sobre o trabalho realizado neste ano?

Marcelo Serafim: Certamente continuarei como membro, mas não como presidente, vou passar o bastão para o meu amigo Dr. Daniel Vasconcelos, que é Odontologo e extremamente comprometido com as causas da saúde pública, assim como eu sou. É importante essa renovação e eu a faço com a maior satisfação. Deixaremos uma comissão atuante que protagonizou importantes lutas ao longo da pandemia. 

CRF-AM: Quais serão suas prioridades no mandato do ano que vem? 

Marcelo Serafim: Ajudar o prefeito David Almeida a revolucionar as questões de saúde pública em Manaus, a escolha da Dra. Shádia Fraxe para a Semsa me enche de entusiasmo, pois é uma pessoa que conhece a atenção básica não de ouvir falar, mas de vivenciar isso no dia a dia e isso faz toda a diferença. 

CRF-AM: Qual será sua postura em relação a algumas pautas que já estão encaminhadas na área de saúde, como o concurso da Semsa? 

Marcelo Serafim: Temos a lei complementar 173/2020 que inviabiliza nomeações para concurso esse ano e inclusive proíbe aumentos salariais e pagamento de data base, mas entendo como necessária a realização do concurso para que a partir de janeiro de 2022 possamos proceder às nomeações e melhorarmos a cobertura da atenção básica na cidade de Manaus. 

CRF-AM: De que forma os farmacêuticos podem buscar uma maior participação política?

Marcelo Serafim: Colocando mais nomes à disposição nas eleições. Eu devo ser candidato a deputado federal nas eleições de 2022, mas precisamos ter deputados estaduais, senadores e vereadores comprometidos com os farmacêuticos, é importante que a categoria entenda a importância desse tipo de mandato para as nossas lutas. Temos que avançar nisso.