Farmácia satélite é implantada no Centro Cirúrgico da FCecon

Com o objetivo de otimizar, de forma prática e racional, o uso de medicamentos em procedimentos cirúrgicos, a Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Saúde (Susam), acaba de implantar o projeto piloto  “Farmácia Satélite”.

Realizado pela Gerência do Serviço de Farmácia da FCecon, o projeto permite que profissionais da área atuem dentro do Centro Cirúrgico, em parceria com a Gerência de Enfermagem Cirúrgica, para atender as demandas por medicamento da equipes médicas que estão em procedimento. São dois farmacêuticos a cada turno de seis horas, atuando de segunda a sexta, na enfermaria do Centro Cirúrgico, para liberar a medicação.

Além de administrar o uso, a farmácia satélite apresenta uma nova rotina de sistema de distribuição de medicamentos que atendam as necessidades dos setores. O objetivo é que não falte em campo nenhum medicamento essencial para os procedimentos cirúrgicos.

As medidas do novo projeto irão evitar também o desperdício e a perda por vencimento de validade, buscando assim uma redução de custos, sem prejuízo da qualidade, com relação a descarte de medicamentos vencidos, e o controle da manutenção do estoque.

Segundo o diretor-presidente da FCecon, médico mastologista Gerson Mourão, a Farmácia Satélite agregará mais eficiência ao atendimento dos pacientes cirúrgicos e trará benefícios para a administração da unidade hospitalar, que é referência na região Norte no tratamento de pacientes oncológicos.

“Esse é um projeto que agrega fatores de promoção na qualidade do serviço de saúde e que irá apresentar resultados positivos para a administração e eficiência no controle dos recursos. A Farmácia Satélite veio para aprimorar nossos procedimentos cirúrgicos e para oferecer aos nossos profissionais e pacientes uma relação adequada de medicamentos necessários para as áreas específicas da fundação”.

Para desenvolver o projeto foi realizado um levantamento retrospectivo dos medicamentos consumidos no período de 1º de janeiro a 30 de junho de 2018. Com base nos dados coletados, através do sistema utilizado na FCecon, foram formatados e padronizados kits, montados para atender as demandas específicas, com aproximadamente 20 tipos diferentes de medicamentos, entre anestésicos, cirúrgicos, para paradas respiratórias, entre outros.

Comissões e núcleos da fundação

A implantação da Farmácia Satélite teve a colaboração e o envolvimento de comissões e núcleos da FCecon, entre eles o Núcleo de Segurança do Paciente e a Comissão de Controle de Infecções Hospitalares (CCIH).

O CCIH é responsável por aderir aos protocolos clínicos instituídos pela fundação. Tanto ele quanto o Núcleo de Segurança do Paciente, contam com uma equipe multidisciplinar, composta por médicos, enfermeiros, farmacêuticos, nutricionistas e fisioterapeutas, para desenvolverem suas atividades.

Com a introdução do projeto pioneiro da Farmácia Satélite, o Serviço de Farmácia, em parceria com as comissões e núcleos da FCecon, planeja os próximos passos no desenvolvimento e criação de outras comissões, como a fármaco vigilância e a farmácia terapêutica.