Hospital de Guarnição de Tabatinga se destaca pela estrutura e cuidado farmacêutico

O Conselho Regional de Farmácia do Amazonas (CRF-AM) realizou fiscalização no Laboratório e na Farmácia do Hospital de Guarnição de Tabatinga (HGuT), no dia 22 de fevereiro. O local apresentou o cumprimento de todas as orientações em relação aos aspectos técnicos sanitários, apontados aos profissionais farmacêuticos, em inspeção anterior.

O HUgT, organização militar diretamente subordinada à 12ª Região Militar (12ª RM), é uma das referências de atendimento básico à população de Tabatinga e comunidades próximas, pertencentes ao Alto Solimões.  

A equipe de fiscalização foi recebida pelo farmacêutico Major Dr. Marcelo dos Santos Storch (CRF/AM: 01276), que atualmente responde pela Fiscalização Administrativa e é um dos grandes responsáveis pelo trabalho desenvolvido.

“É de fundamental importância salientar o trabalho belíssimo que os profissionais farmacêuticos da HGuT vêm prestando a toda população do Alto Solimões, graças à administração comprometida do Diretor e Coronel José Euclides Lemos Piñeiro”, afirma a fiscal farmacêutica do CRF-AM, Daiane Freitas.

Serviços  

A unidade possui uma farmácia e um laboratório de Análises Clínicas e Citologia, que atende militares e dependentes, forças armadas auxiliares, população indígena, civis e estrangeiros.

“Atualmente, a farmacêutica adjunta da farmácia, Tenente Dra. Maysa, coordena a logística e a notificação de acidentes de picada de cobras peçonhentas nos Pelotões de Fronteira. Esse projeto conta com a parceria da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) e surgiu em razão da dificuldade de logística dos Soros Antiofídicos. O relatório apresentado mostra a maioria dos atendimentos e notificações foram de civis e indígenas”, comenta Daiane Freitas. “A profissional farmacêutica, hoje, é a citologista responsável pelo laboratório de Citologia, inaugurado em dezembro e já promoveu 29 atendimentos, entre pacientes militares, civis, população indígena e estrangeiro”.  

A fiscalização do CRF-AM esteve também no Laboratório de Análises Clínicas da unidade, onde se observou profissionais farmacêuticos atuantes, estando os equipamentos adequados e os mesmos presentes durante toda a rotina, da qual 80% das análises realizadas são de pacientes do SUS, conforme dados apresentados.

Foi verificado, ainda, um incinerador de resíduos, bem como uma usina de oxigênio, a qual também auxilia vários Hospitais da Região do Alto Solimões no fornecimento de oxigênio. A parceira do HGuT foi  relatada durante as inspeções realizadas nas unidades hospitalares e centrais de Abastecimento Farmacêutico de alguns municípios.