Profissionais de outros estados participam do segundo dia do Simpósio de Ciências Farmacêuticas

O segundo dia do Simpósio de Ciências Farmacêuticas do Amazonas contou com a participação de profissionais renomados de outros estados do Brasil. Participaram a presidente do Conselho Regional de Farmácia do Distrito Federal (CRF-DF), Gilcilene Chaer; a presidente do Conselho Regional de Farmácia do Mato Grosso do Sul (CRF-MS), Kelle Slavec; e a farmacêutica magistral Deborah Marques, do Rio de Janeiro.

Citopalogista de formação e doutora em Ciências Médicas, a presidente do CRF-DF, Gilcilene Chaer, trouxe a palestra “Manejo de infecções vaginais em farmácia comunitária. Como orientar o paciente”, durante a manhã desta sexta-feira, 12/4.

“Muitos pacientes têm vaginites recorrentes, porque não sabem a melhor forma de usar o medicamento, não sabem as interações que os medicamentos causam combinados com alimentos e medicamentos. Às vezes, os pacientes interrompem o tratamento precocemente. O farmacêutico tem um papel muito importante na orientação, no tratamento dessas patologias”, disse Chaer, que agradeceu o convite para participar do Simpósio. 

Ainda na manhã desta sexta-feira, a presidente do CRF-MS, Kelle Slavec, ministrou a palestra “Cuidado farmacêutico no manejo da hipertensão, segundo as novas diretrizes”. Ela destaca que a população brasileira está cada vez mais envelhecendo e precisa dos cuidados farmacêuticos.

“Temos a possibilidade desse cuidado através da Farmácia Clínica, que são os consultórios farmacêuticos. Neste cuidado, ele saberá quais são os sintomas, fazer uma anamnese, que é toda a parte de semiologia. Com isso, ele poderá identificar se o paciente é um caso grave ou que ele pode - com educação em saúde e hábitos saudáveis - monitorar através da consulta farmacêutica e fazer um tratamento não farmacológico. Esta é uma questão de saúde pública muito séria. E o farmacêutico pode ajudar para que esse paciente tenha uma melhor condição de vida”, disse. 

Slavec ressaltou, ainda, que o Simpósio tem a função de mostrar a acadêmicos e profissionais que é possível empreender muito mais através do cuidado com o paciente. “Está de parabéns, agradeço o convite, por me proporcionar passar um pouco da minha experiência e ter essa integração. Evento maravilhoso. Essa união e valorização começa por nós, nossas atitudes e comportamento”. 

Já na tarde desta sexta-feira, palestrou a farmacêutica magistral Deborah Marques sobre “Prescrição de fitoterápicos e suplementos na saúde da mulher”. “Trouxe uma amostra de um trabalho que desenvolvo há muito tempo. No dia a dia, trabalho com equipes multidisciplinares. Dou muitos cursos para profissionais médicos, nutricionistas e fisioterapeutas e agora tem entrado também farmacêuticos nos meus cursos, após a resolução 585 e 586, que abriram o campo da prescrição farmacêutica”, explicou. 

Para ela, o profissional de Farmácia pode contribuir com diversos temas da área de saúde. “No caso, mencionamos a saúde da mulher, utilizando suplementos e fitoterápicos, produtos que estão dentro da sua área de atuação. É interessante quando a gente vê um arsenal enorme na Farmácia Comunitária para poder trabalhar dentro desse tema”.

Sábado

Com larga experiência em Farmácia Magistral, Marques abordará, neste sábado, 13/4, “Novos mercados para as formulações magistrais”. “Nesta conferência, vou abordar o que está acontecendo no Brasil e no Mundo. O que podemos prever de futuro para a Farmácia Magistral em termos de trabalhos junto aos demais profissionais da área de saúde”. 

Neste sábado, 13/4, será realizado o terceiro e último dia da segunda edição do Simpósio de Ciências Farmacêuticas do Amazonas, além das programações do I Encontro de Técnicos em Analistas Clínicos e Hemoterapia e o II Encontro de Farmacêuticos do Varejo, Gestores e Proprietários de Farmácias.